O ELO PERDIDO (Parte 2)

“Que a Força esteja com Você.”


A classificação do nível de “força” do aspecto é muito simples de ser entendida. Imagine-se puxando um peso através de uma corda, agora imagine tendo que puxar duas cordas, você é o mesmo e numa situação ideal sua força é a mesma, porém dividida, quanto mais dividida vai sendo sua força menor vai sendo sua ação sobre cada uma das cordas.

Da mesma forma acontece no Universo, pense em Deus, a força suprema universal, tendo que puxar apenas o continumm como uma unidade, sua força potencial é enorme, temos a conjunção, quando Deus começa o processo de manifestar sua Presença, Ele tira do Eterno, de Si mesmo, o passado e o futuro ao mesmo tempo, causando a tensão da oposição, tensão essa que só é resolvida com a manifestação do presente e a harmonia do Trígono. Daí em diante, estabelecida as leis universais, o continuum tem vida própria, ele se dividirá ad eternum e ad infinitum sempre retornando ao Eterno em espirais de evolução.

As quatro primeiras angulações são fortes de acordo com suas características, não como costumamos mensurar em mais forte que o outro, assim a conjunção tem força potencial, somos instigados, inspirados e energizados a manifestarmos alguma coisa, mas nós podemos decidir que não vamos utilizar esse potencial.

Na oposição é diferente, somos tensionados a tomarmos uma posição, nem que seja a de omissão, mas você estará se omitindo não mais só de você mesmo, mas de forças externas também. No trígono a situação se resolveu, nem que não tenha sido a melhor solução, mas você já não sente pressão interna ou externa, você pode aproveitar para prevenir e se fortalecer para futuras tensões ou simplesmente relaxar.

Na quadratura se você fez tudo, de acordo com a maré, o pior que pode acontecer é alguém se aborrecer, por ver você no olho do furacão conseguir manter a calma e escolher a melhor saída, caso contrário a situação se complica de vez, seja por conseqüência de suas omissões ou do relaxamento em resolver a situação. Na quadratura há uma manifestação objetiva de toda a situação.

Os outros dois grupos de aspectos segundo a classificação de força são os moderados e fracos, a lógica é a mesma, dentro de cada grupo eles possuem um mesmo potencial, diferenciando-se nas reações provocadas no ambiente e nos receptores de suas energias, porém, fortes, moderados e fracos formam um conjunto indissociável, são momentos distintos da manifestação de uma mesma força, essa divisão é apenas didática.

Superando crises internas e externas.


Uma das principais vantagens do estudo e uso da Astrologia, como meio ou instrumento de compreensão de si mesmo, em nossa busca de evolução, é a Esperança, a Confiança que se resumem no sentido de Entusiasmo, como “pleno de Deus”, ou seja, a Astrologia permite que confirmemos o que nossa intuição nos aponta, que o Universo tem Ordem, direção e sentido.

A Astrologia, portanto, como conhecimento decifrador dos códigos de Ordem do Universo nos apresenta uma lógica da qual podemos inferir dois pontos fundamentais para o enfrentamento de qualquer crise:

1. Toda crise é uma tensão energética.
2. Toda tensão, como todo aspecto, é passageiro.

Diante desse quadro, dessa perspectiva, podemos elaborar a melhor estratégia para enfrentarmos e inclusive sairmos melhor do que entramos na crise. Os passos básicos que devemos tomar para enfrentarmos crises internas e externas, simultâneas ou individualmente são:

1. Recupere o sentido do seu Elo Perdido: entre em sintonia consigo mesmo, com a Terra e com o Universo (Deus).
2. Siga o ritmo da sintonia: utilize a força das tensões para criar eventos que eliminam entraves na sua vida individual e, no que couber, nos ambientes coletivos de sua atuação.
3. Evolua com a mudança: crises são agentes energéticos de mudanças, nossa postura diante dos eventos mutacionais é que determinam se elas serão prejudiciais ou benéficas para nós.


Como complemento desses passos básicos, o mapa astral pessoal lhe permitirá compreender melhor as tensões do seu padrão natal, de como as progressões estão atuando sobre essas tensões e na formação de novas tensões, bem como os trânsitos atuam sobre todos esses padrões. A compreensão desse conjunto de fatores lhe dará amplo domínio sobre as características e padrões de suas crises pessoais/internas, permitindo gerar estabilidade suficiente para enfrentar as crises externas/coletivas, inclusive descobrindo qual o seu padrão de reação e de ajuda que pode oferecer para o melhor aproveitamento coletivo desses momentos energéticos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS PERIGOS DA LUA CHEIA

AMOR E SEXO: ARQUÉTIPOS ASTROLÓGICOS

O Poder e o Tempo.